PQ2023

FRAGMENTOS II

 

A seção Fragmentos II é competitiva nacionalmente, por decisão da curadoria brasileira,

que realizou uma seleção às cegas para escolher qual será o projeto a representar o país na exposição internacional. 

Cada país pode enviar apenas um projeto, que será exposto pela curadoria internacional em mostra não competitiva.

 As inscrições no Brasil aconteceram de 7 de fevereiro a 11 de março de 2022 e o resultado foi divulgado dia 31 de março. 

 

IMAGENS RARAS / MUNDOS RAROS

(texto da Quadrienal de Praga, livremente traduzido pela PQBrasil)

 

A Mostra Fragmentos I foi inaugurada como parte da PQ`19, com conceito determinado pela curadoria da PQ.

 

A única maneira de experimentar o desenho da cena, a cenografia, em sua verdadeira forma, é por meio de uma apresentação ao vivo. Depois que a temporada termina, tudo o que resta são fragmentos do processo de criação, como maquetes, modelos, plantas baixas, desenhos de cenários e figurinos. Esses fragmentos são peças que abrem uma pequena janela na mente do criador e nos ajudam a entender o processo que o leva a certos caminhos, antes mesmo que a produção ganhe vida. Fragmentos II, como o nome sugere, será a segunda tentativa de examinar a cenografia por meio de artefatos e objetos.

 

Desta vez, a curadoria da PQ optou por concentrar-se apenas em uma maquete em pequena escala. Vão apresentar as criações não apenas como ideias congeladas, materializadas pelas mãos do artista, que tenta mapear o início de sua jornada intuitiva e investigativa através de sua imaginação, mas também como objetos de arte, admirados pela habilidade de seus criadores.

 

Esta exposição irá, também, explorar nosso fascínio por objetos de pequena escala, que têm o poder de nos levar para além do caminho de nosso próprio "país das maravilhas" imaginário.

 

 

 

 

MOSTRA FRAGMENTOS II: A MAGIA DA ESCALA

 

O núcleo curatorial Mostra dos Países e Regiões | Fragmentos II convidou artistas interessados em inscrever modelos e maquetes, em escala tridimensional, de cenários, figurinos, iluminação, projeções, maquiagem, perucas, adereços e quaisquer outros componentes do desenho da cena, encenados ou não, criados nos últimos 8 anos (2014-2021).

 

Esta competição foi organizada pela curadoria brasileira, que podia escolher somente um trabalho para representar o país. Foram 14 projetos inscritos, vindos das seguintes cidades: Londrina/PR, Goiania/GO, Rio de janeiro/RJ, Surrey/Inglaterra, Itapira/SP, Jundiaí/SP, Curitiba/PR, Embú das Artes/SP, São Paulo/SP e Contagem/MG. Foi uma escolha difícil, diante da qualidade e diversidade dos trabalhos.

O núcleo Fragmentos II do corpo curatorial brasileiro, em processo apurado e coletivo, avaliou todos os trabalhos, segundo os critérios da PQ e com o entendimento do que seria mais significativo para a representação brasileira na mostra, dentro dos rumos da nossa curadoria. O selecionado foi o fragmento “Aquarium”, parte da obra “Irrealidades Mascaradas”, de Elisa Rossin (@lirossin2019 ).