PQ2019

 Curadoria Geral + Curadoria Mostra Nacional (Países+Regiões): Aby Cohen

Assistente de Curadoria Mostra Nacional (Países+Regiões): Denise Fujimoto

Curadoria Adjunta para Seletiva da Mostra Países + Regiões_ARQUIVO: Julio Dojcsar, Márcio Tadeu, Renato Bolelli Rebouças

Expografia Mostra Nacional (Países e Regiões): Aby Cohen

 

 

Curadoria Mostra Estudantes: André Sanches, Carolina Bassi, Luis Henrique Sá (UNIRIO) , Cassia Monteiro e Desirèe Bastos (UFRJ)

Juri para Seletiva da Mostra dos Estudantes Bia Junqueira/ Marcos Flaksman/ Walter Carvalho

Projeto Expográfico: Carolina Lyra Barros da Silva Esteves/ Sara Fagundes Soares de Oliveira/ Joana Angélica Lavallé de Mnedonça Silva/ Francisco José Cabral Leocádio

Orientação:  Evelyn Furquim Werneck Lima (Escola de Teatro _ UNIRIO)

 

 

Identidade Grafica Visual: Patrícia Cividanes

Edição e Revisão de Textos Denise Fujimoto , Rodrigo Hilário

Design Gráfico do Catálogo: Diogo Teixeira

Registro e Edição de Vídeo: Roderick Steel

Registro Fotográfico: Calen Dawkins

Coordenação Técnica: Marcelo Girotti Callas

Coordenação do Programa de Performances: Lucas de Oliveira

 

O BRASIL na PQ2019

 

O projeto curatorial para o Brasil na PQ2019 expande para além de proposições conceituais, incluindo um programa de ações desde junho de 2017,

promovendo a integração e abertura de espaços para um múltiplo de vozes, talentos, inquietações, proposições e ideias. Inclui a realização de eventos públicos regulares, prévias das mostras no Brasil, encontros entre os artistas e estudantes selecionados, residências artísticas para produção de performances inéditas a serem apresentadas em Praga e a criação da plataforma digital PQBrasil. Ações que visam estimular a participação e o engajamento neste projeto que representa o coletivo do desenho da cena e que desafia artistas, profissionais e estudantes, a apresentar seus trabalhos destacando o contexto de um teatro político. Fazendo das exposições brasileiras uma participação política e artística.

 

Aby Cohen
Curadora Geral do Brasil na PQ2019

O CORPO COMO ESPAÇO, TERRITÓRIO e SUAS FRONTEIRAS

Mostra Nacional (Países+Regiões)

 

A Mostra Brasileira Países + Regiões na PQ2019 não poderia ser apresentada de outra forma, mas como um manifesto político neste palco global de múltiplos olhares que é a PQ, destacando questões latentes locais e globais. Reflete os conflitos migratórios e também o estado de apreensão e incerteza em relação à proposições politicas recentes que impulsionam para um cenário devastador, colocando em risco, acima de tudo, o meio-ambiente, os direitos humanos e a subjetividade da Arte.

Neste contexto, a Mostra aborda questões substanciais sobre territorialidade e fronteira, chamando a atenção para o espaço do indivíduo no mundo geográfico, político, cultural e social. Enfatiza a existência do ser humano como centro do conflito e os riscos aos quais está exposto. Expressa questões urgentes relacionadas à identidade, xenofobia, assédio, censura, preconceito e intolerância. Aponta para o conflito entre a imobilidade e a urgência em lutar pela nossa existência neste cenário.

 No impasse entre  imobilidade e resistência, a proposta da curadoria apresenta duas camadas: o ARQUIVO da recente produção individual de artistas selecionados, e as INTERSECÇÕES entre indivíduos, territórios e limites - performances inéditas de assinatura coletiva, realizadas através de projetos de residência artística conduzidos pela curadoria em 2018, explorando o poder das narrativas não textuais como instrumentos para enfrentar a censura.  Desenhando entre a realidade e a ficção que o Teatro e Performance nos permite explorar, os conceitos curatorial e expositivo são combinados, encenando o espaço e o desenho da cena como instalação + exposição + performance, para apresentar

o CORPO COMO ESPAÇO, TERRITÓRIO E SUAS FRONTEIRAS.

 

CORPO como elemento primordial e ativo, definindo territórios físicos e psicológicos;

CORPO como presença provocadora, quebrando barreiras, reconfigurando FRONTEIRAS; em busca de TRANSFORMAÇÃO; 

CORPO como instrumento de resistência, existência e criação; 

FRONTEIRAS como pontos de encontro, convidando à percepção sobre identidade, empatia e o compartilhar de visões críticas do mundo; 

CORPO como ESPAÇO, um lugar de existir.

 

Aby Cohen

 

expo_baixa.jpg
10.06 (1).jpg
05.06 (6).jpg
05.06 (4).jpg
62160514_10157220973077486_117623151189295104_o.jpg
IMG_7829.jpg

Mostra Nacional (Países+Regiões)

ARQUIVO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Artistas selecionados para a Mostra Países e Regiões   ARQUIVO:   

Aline Santini / Beli Araujo e Cesar Augusto / Bia Junqueira / Claudia de Bem / Coletivo Bijari / Daniel Ducato / 

Marcelo Denny e Marcelo D'Avilla / Marisa Bentivegna / Matheus Milanelli / Ney Madeira e Dani Vidal

 

05.06 (2).jpg
Foto_PS1mm_Claudia_1_40x10.jpg
013 - BIJARI 1.jpg
Foto_SoAdesivo_Bia J. (51x74).jpg
023 - MATHEUS MILANELLI MONTAGEM 1.jpg
018 - MARISA BENTIVEGNA 1.jpg
036 - BELI ARAUJO 1.jpg
Mostra Nacional (Países+Regiões)

INTERSECÇÕES

 

O projeto Cena#3: INTERSECÇÕES existe em continuidade ao projeto Desenhos de Cena#, investigação recente da curadora na  criação e exposição neste campo, cujas edições anteriores #1 e #2 foram realizadas em 2016 (São Paulo) e 2017 (Taipei).  Cena#3: INTERSECÇÕES desdobra-se em várias etapas, no formato de residências artísticas, no Brasil e no exterior.  No Brasil, o projeto é colocado à serviço da construção de trabalhos inéditos que dialogam com questões atuais e que são apresentados na PQ2019; importante ressaltar que para esta finalidade, sua realização se dá no contexto de Festivais de Teatro pelo país durante o ano de 2018. O projeto continua em 2019 buscando abrir mais espaço para o desenho da cena no contexto dos Festivais no Brasil . Colabora para destacar a potência das narrativas não-textuais, permitindo desenvolver processos experimentais no campo do desenho da cena.INTERSECÇÕES desdobra-se em várias etapas, todas colaborativas e com assinatura coletiva, começando como residência artística em site específico para culminar como performances de curta duração em um espaço neutro.

 

.

DSC_6284_bx.jpg
IMG_7829.jpg
Dia_11.jpg
photo Eva Neuzilova.jpg
Alžběta Jungrová fotografka.jpg
08.06 (3).jpg

 

Artistas participantes da Mostra Países e Regiões INTERSECÇÕES:


RESISTÊNCIA

MITsp2018/ São Paulo: 

Artistas Participantes:

Alicio Silva / Ana Carolina Guedes Vianna / Dalmir Rogério Pereira / Daniel Ducato / Daniele Geammal / Debora Lutz / Erika Schwarz / Fabricio Lins / Fany Magalhães  / Ivon Mendes  / Julia Armentano  /Juliana Luiza Choma  / Keity de Oliveira Valença / Lucas de Oliveira / Marcelo Girotti Callas  / Maria Celina Gil  / Nadia Moroz Luciani / Renata Castillo / Roderick Steel / Silvana Marcondes / Vanessa Dias.

 Artistas Colaboradores:

Paula Hemsi (videografia e iluminação) / Vinicius Souza (trilha original ao vivo) / Luna Venarusso (atriz-performer) / Carolina Maciel (assistente videografia) 

 

FRONTEIRAS 

MIRADA 2018/ Santos:

Artistas Participantes:

Alexandre Maradei / Dalmir Rogério Pereira / Dani Paulino / Erika Schwarz / Fernando Henrique Gois / Keity de Oliveira Valença / Larissa Miyashiro / Leonardo Bacarini Queiroz / Luciana Aguiar / Pedro Cobra / Mauricio Garcia / Roderick Steel.

 

 

EQUIPE

Concepção do Projeto: Aby Cohen

Curadoria e Mediação na MITsp2018 Aby Cohen e Renato Bolelli Rebouças

Curadoria e Mediação no Festival MIRADA 2018: Aby Cohen

Roteiro e Direção : José Roberto Jardim 

Registro e Edição de Vídeo: Roderick Steel

 

 

 

Mostra dos Estudantes

imagina[trans]FORMA[inter]ação

 

 

Estudantes são fundamentais agentes transformadores; sua capacidade de imaginar, cerne do estado criativo, talvez seja o elo mais importante entre a realidade  presente e a transformação futura. Buscamos, assim, a articulação de táticas criativas para negociações dos diversos espaços-tempos pelos quais somos cotidianamente perpassados.  Convocamos os estudantes para a inscrição de trabalhos que privilegiem aspectos imaginativos e que operem ou sugiram transformações de diferentes contextos, sejam eles locais ou globais. Desejamos que os trabalhos sejam pensados como um meio não verbal e coletivo para suscitar reflexões e transformações sensoriais, afetivas e/ou espaciais sobre os meios em que operam. Encorajamos projetos em que forma e conceito sejam permeáveis, ou seja, em que as ideias de imaginação, transformação e interação apresentem-se, também, para além do aspecto conceitual, como diretrizes formais dos trabalhos.

 

ESPAÇO[ex]POSITIVO

convida os estudantes a explorarem formas positivamente inovadoras de expor os trabalhos das duas modalidades descritas acima de forma que coexistam no espaço dado. Nessa categoria propomos um concurso que selecionará um (ou mais) projeto(s) de espaço expositivo para a Mostra dos Estudantes na PQ2019 que reflita os conceitos de imaginação, transformação e interação.

 

EXPO[forma]AÇÃO

abarca os trabalhos/projetos das diversas áreas do desenho da performance – cenografia, figurino, iluminação, sonoplastia, visagismo, arquitetura, tecnologia cênica, etc. Os inscritos nesta modalidade deverão enviar trabalhos que tenham sido projetados e/ou realizados por estudantes no Brasil exclusivamente entre julho de 2015 e julho de 2018, sob a orientação de um tutor ou professor orientador.

 

[fala]AÇÃO

é dedicada ao compartilhamento presencial e/ou virtual de metodologias de trabalho e demonstração de técnicas, que acontecerão dentro do espaço expositivo e serão selecionadas por meio de vídeoaulas. Encorajamos os estudantes e/ou professores a realizarem vídeoaulas que serão motivadas pela pergunta: O que você considera fundamental na formação artística no desenho da cena?, sempre privilegiando aspectos regionais e criativos que possam tornar singular tal formação.


 

03.06 (2).jpg
09_Materiais para transformar uma cidade.jpg
11_O que me liga a você.jpg
06.06 (3).jpg

 

 

 

 

_DSC9850.jpg

 

DESENHOS NA AREIA_SONIA PAIVA.jpg

 

MOSTRA FRAGMENTOS

 

O REI DA VELA: 50 anos de BRASIL e da PQ (1967-2017)

Exposição dedicada ao reconhecimento e celebração de profissionais de destaque, que ao longo de sua carreira criaram um legado na sua área de atuação. A Mostra reunirá elementos cênicos que representam projeto nos quais aparece preservada e reside a essência de determinado contexto cultural, artístico e sócio-político.

 

A PQ2019 convida curadores nacionais para selecionarem um ítem entre maquetes, trajes, objetos, registro sonoro, desenhos, etc., como fragmento simbólico, significante e inspirador para outros artistas e o público. Além do elemento cênico que será fisicamente exposto neste segmento, FRAGMENTOS deseja compartilhar o conhecimento destes artistas através de entrevistas, inéditas ou já existentes, criando um banco de dados vivo.

 

Para esta mostra especial, o Brasil homenageará o cenógrafo Helio Eichbauer e celebrará os 50 anos de “O Rei da Vela”.

 

Em 2017, o Teatro OFICINA comemorou 50 anos com a remontagem O REI DA VELA.  Neste mesmo ano, a Quadrienal de Praga também comemorou seu cinquentenário.  O cenógrafo Helio Eichbauer, através de seu trabalho para O Rei da Vela (1967), aponta para o encontro entre a influência europeia sobre a cultura brasileira e a formação de uma identidade cultural local; assim como sua carreira também sublinha a conexão entre a Bienal de Artes de São Paulo  e a Quadrienal de Praga. A cenografia para O Rei da Vela, será, no contexto da PQ um ícone que reúne a trajetória do artista, da peça e da PQ. Explosões que aconteceram em 1967 e, 50 anos depois convergem para  tomar parte neste lugar de memória e legado que evoca a MOSTRA  FRAGMENTOS.

 

F5_BRAZIL_HelioE_with_SVoboda.jpg
F1_BRAZIL_Model_Rei-da-Vela.jpg
F3_BRAZIL_Drawing for ACT1_Rei-da-Vela.jpg

 

Se você participou de uma sessão ou apresentou algum projeto individual, nos envie os dados e fotos da sua participação para incluirmos aqui.