PQ2015

Integrante da Equipe Artística da PQ2015 - Curadora SharedSpace/ POLITICS:  Aby Cohen 

 

Curadoria Geral:  Ronald Teixeira
Curadoria Mostra Nacional: Doris Rollemberg,  Ronald Teixeira e Rosane Muniz
Curadoria Mostra Estudantes: Sônia Paiva

Expografia Mostra Países e Regiões: Dóris Rollemberg e Ronald Teixeira

 

O tema foi resposta a um dos três conceitos norteadores da PQ`15 SharedSpace / POLITICA.

 

Ronald Teixeira,  curador geral e da Mostra Países e Regiões, refere-se ao tema Politica como um coletivo de comportamentos ímpares expressos pela criação da grafia da cenae à proposta expositiva da Mostra como “um sítio arqueológico numa forma arbórea não controlada que recebe reflexões e depoimentos sobre espaços performativos, cenografias, trajes, desenhos de luz que se materializam por sensíveis presentificações ou invisibilidades habitadas em esferas que ativam o olhar perscrutador. Incomum abrigo labirinto esférico onde se desmitifica o desenho da cena e suas tradições figurativas. Um território bruto que acolhe o diálogo provocador, que abriga a catarse, que instala a crítica”. 

 

Doris Rollemberg, curadora da Mostra Países e Regiões, reforça a escolha pelo conceito Politica que aponta o papel fundamental do designer como responsável pela (re)definição do espaço da cena como um lugar de encontros e conflitos;  e a partir do qual quis “investigar a existência de um lugar primeiro a ser desenhado, um espaço singular. Revelar o lugar construído e habitado pelo designer, anterior à criação do espaço da cena...”

4 - IMG_2306.JPG

Cerca de 30 designers foram convidados a elaborar uma releitura a partir de desenhos da cena significativos  e de sua autoria. Para cada artista foi enviada uma cápsula – bola – e depois recolhidas para serem levadas à Praga. 

MOSTRANACIONAL_PQ15_F.jpg
pq15_03.jpg
MOSTRANACIONAL_PQ15.jpg
MOSTRANACIONAL_PQ15_B.jpg
MOSTRANACIONAL_PQ15_G.jpg

 

Artistas participantes da Mostra Países e Regiões

 

Bia Junqueira | Caetano Viela | Camila Murano | Celso Sim | Cláudia de Bem | Eduardo Tudella | Fernando Marés | Fernando Mello da Costa | Flávio Graff |Freuza

Zechmeister | Helio Eichbauer | João Marcelino| José de Anchieta | J.C. Serroni | Laura Vinci | Lu Bueno | Lúcia Chedieck | Marcelo Denny | Marcelo Lipiani |Márcio

Tadeu | Marcos Flaksman | Marisa Bentivegna | Nádia Luciani | Nadja Naira | Rosa Magalhães | Samuel Abrantes | Simone Mina | Tomás Ribas |Yuri Yamamoto

 

 

Para a Mostra dos Estudantes, Sônia Paiva concebeu e conduziu o projeto Labirintos Compartilhados; produzido pelo Laboratório Transdisciplinar de Cenografia da Universidade de Brasília. O processo, que durou cerca de um ano, contou com a participação de 20 núcleos de ensino das regiões Sudeste, Sul, Centro-Oeste e Nordeste.  Os projetos foram materializados em forma de cadernos (ou álbuns cartográficos, como ela define) priorizando-se o registro dos processos e percursos de criação do desenho da cena. Pesquisadores, educadores e estudantes brasileiros foram convidados à refletir sobre seus diferentes processos e particularidades regionais, como possibilidades de construção de um todo que retratasse de certa maneira uma unidade nacional.

Captura de Tela 2017-12-03 às 20.56.21.png
mostraestudantes_pq15_03.jpg
mostraestudantes_pq15.jpg
mostraestudantes_pq15_02.jpg

 

 

PQ TRIBES

BAIANA E OBJECTARE

 

TRIBES_BAIANA_02.jpg

 Baiana combina fantasia e realidade e foi concebido e apresentado em Praga por Gustavo Krelling e Miguel Marcarian Jr.

Ambos são figurinistas, Gustavo é um artist do carnaval, e Miguel é ator e historiador. 

Captura de Tela 2017-12-05 às 19.47.05.png

 Objectare é uma performace concebida por Erika Schwarz, cenógrafa e figurinista. A performance é uma composição elaborada combinando corpos heterogêneos, o corpo humano com objetos encontrados em Praga, encapsulados por com um traje feito com tecido expansivel e semi transparente, da cor de pele

NO MAN's LAND

SHAREDSPACE | POLITICS  | ABY COHEN

 

2015.pq.cz./team/aby-cohen

Além de delinear um dos três conceitos curatoriais norteadores para a PQ 2015, Aby Cohen concebeu o projeto NO MAN's LAND 

 

NO MAN's LAND é uma espécie de arena ao ar livre onde curadores, designers, produtores, técnicos e público são convidados a ocupar e ‘desenhar cenas’ neste campo dedicado à justaposição de imagens, opiniões, ideias, ações e pensamentos.

Um projeto de ocupação através da cenografia, do desenho da cenaA escolha do local foi o ponto de partida para a definição da instalação

PRAGUE CROSSROADS é de fato uma ‘encruzilhada em Praga’ localizada na região central, medieval da cidade, onde existe a igreja de St. Ann, fundada por St Wenceslas em 927 D.C e transformada pelo ex-Presidente tcheco, o dissidente, escritor e dramaturgo Václav Havel em um lugar de referência da cidade, no qual possam existir manifestações culturais em uma atmosfera de respeito pela diversidade multicultural do mundo moderno.

CROSSROADS Serviu assim como território de ocupação para Instalação e Ações pontuais na concepção de uma Região Livre -Transitória, sem fronteiras, sem domínio.

 

O projeto é inclusive concebido a partir da ideia de coexistir e compartilhar espaços (SharedSpace). Assim, dois artistas do Graffiti Art: Galo de Souza, do Brasil e Michal Skapa (Tron), da República Checa; e um designer de som: Ian Evans, do País de Gales, são convidados a trabalhar a partir de propostas distintas e criar um lugar – paIsagem de muitas camadas. Culminado em uma instalação em espaço aberto, público, reunindo os três conceitos da PQ 2015:

 

MUSIC (som) + WEATHER (ambiente)  +  POLITICS (ação)

4.2015_PQ'15_ Cerimonia de Abertura_No MAn's Land_ ABY COHEN_.jpg
no mans land 1.jpg
ABY COHEN PF_JAN14_ING.jpg
no mans land1.jpg
galo de souza_a.jpg
IMG_7702_a.jpg
IMG_7706_b.jpg
IMG_7700_a.jpg
no mans land planta.jpg

 

Se você participou de uma sessão ou apresentou algum projeto individual, nos envie os dados e fotos da sua participação para incluirmos aqui.